It would be great if you could support us with a small donation.
It might not be much for you, but it would help us providing more and better interviews in the future.
With a little bit of your support we might be able to realize even more!


15 years of heidi., that’s an impressive number! To celebrate this event we had the pleasure of asking them about their time together, their latest release and about funny stories that happened to them on tour.


Este ano o heidi. fez seu aniversário de 15 anos. É ótimo que vocês tenham continuado com a banda por 15 anos. Há alguma diferença para vocês se compararem o heidi. do início com o heidi. de agora?

Yoshihiko: Muito obrigado. Eu acho que houve uma evolução na maneira como expressamos nossas músicas e nossos shows. Mas o fundamento não mudou nem um pouco. E é provavelmente por esse exato motivo que nós quatro conseguimos continuar sem mudar nesses 15 anos.

Nao: Eu diria que a nossa música não mudou, mas a nossa sonoridade muda a cada dia.

Kohsuke: Primeiramente, eu fico feliz e na verdade surpreso que conseguimos continuar por tanto tempo. Eu acho que, de um bom modo, os fundamentos do heidi. não mudaram.

Kiri: Obrigado. Ao longo desses 15 anos a conexão com meus colegas de banda ficou muito mais forte e eu acho que o nosso som se mesclou em um só.

Por estarem juntos em uma banda há 15 anos, vocês provavelmente se conhecem muito bem. Ainda há momentos em que os outros membros lhe surpreendem?

Yoshihiko: Devido à pandemia do coronavírus eu não posso me encontrar com os outros membros exceto para shows, nem se eu quisesse, e não há mais coisas que me surpreendem. A sensação é de solidão.

Nao: Como já é de se esperar, não há mais.

Kohsuke: Eu fico surpreso que ainda somos capazes de evoluir!

Kiri: Mesmo agora, ainda acho incrível músicas inspiradoras e improvisos durante os shows.

No Twitter, vocês postaram mensagens que receberam de outras bandas no seu aniversário de 15 anos. Entre essas mensagens, houve alguma mensagem que foi muito comovente ou lhe fizeram sentir orgulhosos?

Yoshihiko: Eu fiquei muito impressionado com a mensagem de todos. Eles nos fizeram perceber que já estamos fazendo isso há 15 anos! Eu estive junto com o Dancho, do NoGoD, desde quando estudamos música, e também somos colegas de banda. Eu fiquei muito feliz em receber a mensagem dele porque ele também sabe dos momentos difíceis que eu passei.

Nao: Como vários disseram, eu fico contente que eles apreciem nossa visão única sobre a música.

Kohsuke: Eu fiquei impressionado e feliz com todas as mensagens. De todas, para mim a mensagem do Dancho (NoGod) foi a que mais me tocou.

Kiri: Eu fiquei comovido e agradecido por todas mensagens. As mensagens que diziam o quão bonito nós quatro ficamos no palco foram as que mais me deixaram impressionado.

Muitas bandas tiveram dificuldades devido à pandemia do coronavírus. Como ela afetou o heidi. e vocês particularmente?

Yoshihiko: A pandemia do coronavírus ainda está aí, mas o ano passado pareceu o mais comprido de nossas vidas como uma banda. Na solidão de não poder mais encontrar nossos fãs, dispomos de nosso tempo para nos comunicar com eles por meio de transmissões ao vivo.

Nao: Houve aspectos bons e aspectos ruins, tanto como uma banda, quanto particularmente. Nós fizemos muitos eventos de transmissão ao vivo, e mesmo que isso tenha tido o benefício de qualquer pessoa no mundo poder nos assistir, é impossível fazer a mesma atmosfera do local em que realizamos shows. Então é um problema bem difícil, na minha opinião.

Kohsuke: Eu diria que foi bem desafiador. Mas os integrantes tiveram muitas conversas durante esse período e também continuamos nosso trabalho. Então com certeza não foi em vão!

Kiri: Particularmente, e talvez para o resto do heidi., eu senti novamente o valor de continuarmos com nossa música. O momento de aproveitar um show com os fãs é a coisa mais importante que devemos focar.

No dia 7 de julho, a coletânea de melhores músicas “heidi.chronicle -2006~2021-” será lançada. Contém músicas desde o início do heidi. até este ano. Eu imagino que decidir as “melhores” músicas que vocês fizeram ao longo de 15 anos é bastante difícil. Como foi essa decisão para vocês?

Yoshihiko: Cada um de nós propusemos nossas músicas preferidas, então foi decidido mais rápido do que o esperado.

Nao: Nós decidimos de início que iríamos focar em músicas que foram singles e músicas que tocamos bastante em shows. No entanto, havia outras músicas que queríamos incluir, mas não pudemos, pois o tempo para colocá-las no CD era limitado. Foi uma pena.

Kohsuke: Isso foi decidido por meio de conversas entre os integrantes da banda! Há muitas músicas que cada um de nós queria ter incluído também.

Kiri: Conversando com os outros integrantes, decidimos que seriam músicas que representassem os nossos 15 anos.

A coletânea de melhores músicas está dividida em “Coleção de singles“, “Coleção dos integrantes“, e “Coleção de MV“. Por que vocês escolheram este formato?

Yoshihiko: Para ficar mais fácil de entender.

Nao: Isso foi feito para resumir a nossa história de 15 anos de uma maneira fácil, até mesmo para alguém que não nos conheça consiga entender.

Kohsuke: Porque nós queremos que vocês aproveitem a história do heidi. de várias maneiras!

Kiri: Para mim, o maior motivo é que queríamos deixar os temas fáceis de entender em cada disco.

Vocês incluíram também um vídeo resumindo o show feito em Shibuya Pleasure Pleasure no dia 3 de junho de 2021. Qual foi o destaque para cada um de vocês durante esse show?

Yoshihiko: Por podermos encontrar nossos fãs depois de tanto tempo, queríamos que vocês vissem e sentissem nossas expressões felizes e vozes cantando cheio de alegria.

Nao: Como foi o primeiro show ao vivo com um público depois de tanto tempo, eu queria que vocês vissem o quanto nos divertimos.

Kohsuke: Nós chegamos ao nosso aniversário de 15 anos no meio da pandemia do coronavírus. Como não pudemos ver nossos fãs por um tempo, eu espero que vocês possam ver a expressão de cada membro quando finalmente pudemos vê-los.

Kiri: Como foi um show com um público depois de muito tempo e também o nosso aniversário de 15 anos, seria ótimo se vocês pudessem sentir nossas emoções e o som de como estávamos aproveitando aquilo do fundo de nossos corações.

Por fazerem parte dessa banda há tanto tempo, provavelmente há muitas histórias engraçadas. Por favor nos conte alguns dos relatos mais engraçados!

Yoshihiko: Na Rússia, no primeiro dia de nossa turnê no exterior, todas as palhetas que o Nao havia levado foram tomadas por fãs após o show. Foi interessante vê-lo passando por problemas com os fãs entusiasmados que subiram ao palco. No outro dia ele foi sozinho comprar palhetas.

Nao: Não é exatamente engraçado, mas quando estávamos dirigindo na rodovia expressa, nosso carro quebrou. Como tínhamos que embarcar em uma balsa, o sentimento de desespero daquele momento me deixou uma sensação peculiar.

Kohsuke: Essa é bem difícil! Quando fomos ao exterior, eu dividi um quarto com o Kiri, mas só tinha uma cama de casal. Quando acordamos de manhã, nós estávamos nos abraçando enquanto dormíamos. Acho que estávamos bastante solitários, não é?

Kiri: Quando participamos do evento memorial ao hide, que aconteceu no estádio Ajinomoto, em 2008, o tempo da nossa música REM (レム) se tornou mais rápido devido a todo o excitamento e devido à tensão que eu estava sentindo por tocar em um palco tão grande, o qual nunca havia tocado antes. Por um lado, acontecimentos assim são a parte mais emocionante de tocar ao vivo, mas acabou ficando rápido demais…

Qual é sua maior motivação para continuar fazendo músicas?

Yoshihiko: Nem tudo foi ruim por causa do corona. Me parece que queremos prezar pelos nossos fãs mais agora porque não os vimos há tanto tempo. Tocar em frente aos nossos fãs é a maior motivação para mim.

Nao: Eu gosto de compor músicas para deixar as pessoas que as escutam felizes.

Kohsuke: Os nossos fãs que nos dão apoio são tudo para mim!!

Kiri: Quando nós terminamos de compor uma música, eu fico excitado e me pergunto que tipo de reação nossos fãs terão enquanto a escutam. E eu fico ansioso para ver a reação de todos quando a ouvirem em um show. Isso se tornou uma grande motivação para mim.

Vocês já tocaram no exterior, certo? Por exemplo, a turnê europeia de 2014 ou na Pacific Media Expo, em Los Angeles. Do que vocês se lembram quando pensam nesses shows?

Yoshihiko: Foi um cronograma muito apertado (risos). Em Helsinque, na semifinal da turnê, o excitamento dos fãs foi muito surpreendente. Ficou muito calor e foi muito divertido, eu quero ir lá de novo!

Nao: Principalmente na turnê europeia, aconteceram muitas coisas. Foi impressionante que todas as palhetas que eu levei comigo foram roubadas no segundo show em Moscou.

Kohsuke: É assim em todos os países, mas a energia da audiência local é sempre demais e muito prazerosa.

Kiri: Pela experiência que tive em nossos shows no exterior, há muitas pessoas esperando excitadas pela música do heidi. e que gostam muito delas, independente da barreira da linguagem. Isso me surpreendeu e me deixou muito feliz.

No momento isso deve ser difícil, mas vocês gostariam de ir para o exterior novamente? Há algum lugar em específico que vocês gostariam de ir?

Yoshihiko: Não é exatamente relacionado a fazer shows, mas o castelo de Praga, na República Tcheca, teve uma vista espetacular. O cansaço de fazer o show foi levado em um instante..

Nao: Eu quero ir ao exterior. Eu também quero ir a lugares que ainda não fomos. Se há algum país que nos receberia, por favor nos avisem!

Kohsuke: Nós fomos a vários países, mas a Rússia foi realmente muito intensa! Eu me diverti muito! Mas cada país que nós fomos, foi divertido à sua própria maneira.

Kiri: Se tivermos uma oportunidade, eu sem dúvidas quero ir. Porque os shows foram fantásticos, independente do país que estávamos. Eu também gostaria de ir aos países que nós já fomos. E claro, eu também quero ir aos países que ainda não fomos.

E finalmente, por favor deixem uma mensagem aos seus fãs!

Yoshihiko: Quando a pandemia do coronavírus acabar, eu quero me encontrar com todo mundo logo!! Quero me divertir com todo mundo em um show novamente. Por favor, fiquem seguros e esperem até que esse dia chegue! Obrigado.

Nao: No momento está difícil poder ir para o exterior, mas eu aguardo ansiosamente poder encontrá-los em seus países um dia.

Kohsuke: Eu aguardo ansiosamente poder vê-los pessoalmente de novo um dia! Vamos superar esta situação difícil. Obrigado pelo seu apoio!

Kiri: Eu acho que esta época é ótima para divulgar músicas e vídeos pelo mundo inteiro por meio da internet. Nós continuaremos a fazer músicas e shows novos de maneira energética, então por favor aguardem por isso. Obrigado por sempre dar apoio ao heidi.!

Interview: Jenny
Translator: Gabriel Azevedo

heidi. OFFICIALheidi. OFFICIAL TWITTER
SpotifyAPPLE MUSIC

One thought on “BAND IN: heidi. (Aug. 2021)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s