It would be great if you could support us with a small donation.
It might not be much for you, but it would help us providing more and better interviews in the future.
With a little bit of your support we might be able to realize even more!

Yoshiatsu has enjoyed great popularity with DADAROMA and now he’s back with his new project FUKURO. A band that differs quite a lot from DADAROMA. Hear his thoughts about the band and their latest release here!



Muito obrigada por nos ceder essa entrevista! Como essa é nossa primeira oportunidade de fazer isso, nós gostaríamos de perguntar sobre seu novo lançamento, além da sua banda em geral! Mas, primeiramente, como você está se sentindo hoje?

Obrigado por me receber! Estou me sentindo ótimo.

Seu lançamento mais recente se chama DRAMATURGIE (ドラマトゥルギー). Como foi a aproximação desse mini album? E o que você tinha em mente enquanto estava construindo-o?

Entre os membros, nós pensamos em enchê-lo de músicas que seriam divertidas de tocar ao vivo, e aí nós começamos a produção. Porque todas as músicas que nós produzimos têm uma história e um significado, nós completamos esse trabalho como uma obra sólida chamada DRAMATURGIE (ドラマトゥルギー).

Teve alguma música que foi difícil de concluir?

Essa provavelmente seria MITEI (未定). Eu acho que essa é a música mais bonita e magnífica em meio às músicas da FUKURO. Eu também me apaixonei profundamente pela letra dela.

No MV de BAKEMONO NO WATASHI NI HA (バケモノの私には), a maçã é um símbolo muito óbvio, não é? Muitas pessoas entendem a maçã como o símbolo do “fruto proibido”, mas também pode significar amor, conhecimento, sabedoria, felicidade, morte e/ou luxuria. O que a maçã significa pra você?

É exatamente o significado de um “fruto proibido”. Nosso protagonista, um fantasma, entrega esse “fruto proibido” à uma humana.

O MV, e especialmente seus figurinos, são muito coloridos. Várias bandas escolhem um estilo escuro e misterioso, então nós achamos a escolha de vocês muito revigorante. Quando vocês planejam um novo figurino, como vocês o fazem? Por exemplo, vocês escolhem como um grupo, ou cada um é responsável pelo seu próprio figurino?

No caso da FUKURO, cada um de nós pensa sobre o design dos figurinos. Quando nós finalizamos as músicas e formamos os visuais, nós discutimos um conceito bruto. Depois disso, nós escolhemos nossos figurinos livremente. Eu acho que a individualidade é muito importante, e se as individualidades de todos vierem juntas, é quando nos tornamos um como FUKURO.

Todas as letras podem ser lidas como histórias. Esse é um elemento com o qual vocês se preocupam quando as escrevem?

Sim, enquanto trabalhamos na nossa obra recente, DRAMATURGIE (ドラマトゥルギー), eu prestei ainda mais atenção às características da narração do que nos trabalhos anteriores. Há histórias realistas e irrealistas de mundos e tempos diferentes. E há um significado em tudo isso.

Em GARASU NO KUTSU (ガラスの靴), temos a frase “社会の期待に応える私にバイバイ” (tradução: “Adeus ao meu eu que corresponde às espectativas da sociedade”). O que você acha que é algo que a sociedade espera, mas que sem isso a humanidade estaria melhor?

Eu realmente gosto da cultura do Japão, mas eu não meio que não gosto da sociedade moderna dele. Na nossa sociedade diversificada atual, há partes com as quais eu realmente concordo, e partes que fico meio em dúvida a respeito. Eu gostaria que a nossa sociedade pudesse se tornar uma que não se opõe, mas que aceita todos livremente, e uma sociedade onde todos possam aproveitar suas vidas livremente. Eu desejo do fundo do meu coração que todos possam passar o máximo de dias possivel cheios de alegria.

Para a nossa ultima pergunta sobre o mini álbum, nós gostaríamos de saber qual música, ou parte de uma música, você gostaria que as pessoas que estiverem ouvindo prestem atenção redobrada.

A parte que eu gostaria que prestem mais atenção é encontrar a “sua” música. Eu espero que vocês possam encontrar uma música que os façam sentir como se ela fosse sobre vocês.

Dando continuidade, nós gostaríamos de seguir com as perguntas onde nós podemos conhecer a FUKURO em geral. DRAMATURGY (ドラマトゥルギー) já é o 3º mini álbum desde que vocês começaram suas atividades no ano passado, em setembro. É um rítmo bem rápido, não é? De onde vocês tiram as ideias para as suas músicas?

Na FUKURO, nosso pianista Daisuke compõe a música. Os outros membros ou eu escolhemos algo entre as várias músicas que ele cria e começamos trabalhando na produção ou em um arranjo. No começo, nós tocamos a música em um estado sem conceito ou letra, e enquanto nós repetimos isso várias e várias vezes, nós descobrimos o conceito e a história dessa música.

A tradução do nome da sua banda é “coruja”, certo? Você poderia nos dizer porque escolheu esse nome e o que você associas às corujas?

Pra mim, as corujas simbolizam coisas misteriosas. E elas carregam a imagem de alguém assistindo silenciosamente durante a noite.

Você também poderia nos dizer como você formou a FUKURO?

Honestamente, inicialmente eu queria ter uma banda de uma forma diferente. Mas quando esse plano encarou algumas dificuldades, nosso pianista, Daisuke, se juntou e a direção da nossa banda foi decidida instantaneamente. Daí em diante, tudo seguiu muito rápido, até que finalizamos nossa imagem.

Todos vocês já tocaram em outras bandas antes da FUKURO. Há algo que vocês aprenderam em suas bandas anteriores que agora os ajuda muito, ou que torna as coisas mais fáceis para você e/ou a banda agora?

Eu tenho experiência com várias bandas e música, e o que eu senti de uma forma muito forte foi “eu quero comover as pessoas emocionalmente”. Isso não é sobre músicas pesadas com gritos, mas sobre algo que seja caloroso e acolhedor apesar de ser gentil e calmo. Amor ou paixão não é algo exclusivo das músicas longas. Eu quero alcançar várias pessoas com essa música gentil e forte, eu me dei conta disso, mais que qualquer outra coisa, eu quero cantar pela minha própria vida.

Quais são as suas expectativas e sonhos para o futuro da FUKURO?

Meu maior desejo agora é que cada vez mais pessoas ouçam a musica da FUKURO. Eu quero que muitas pessoas saibam que há esse tipo de artista no Japão.

Se você tivesse que escolher animais para os outros membros, que tipo de animais eles seriam.

Daisuke é um espírito tão livre quanto um pássaro. Ele é sensível e parece viajar para vários cenários. Yutara seria um elefante. Ele é bom e gentil, mas parece muito forte quando fica com raiva. Lotto seria um lobo. Ele é nobre e solitário, enquanto segue seu próprio caminho. Eu acho que sou… Como um macaco, que é muito agitado e fiel aos seus desejos.

E, por fim, por favor, deixe uma mensagem ás suas fãs estrangeiras!

Obrigado. Eu amo vocês. Prazer, sou Yoshiatsu. Já nos encontramos em algum lugar antes? Obrigado pelo seu interesse na música da FUKURO! Eu estou sempre pensando sobre vocês quando eu canto. Definitivamente vamos nos encontrar em algum lugar, e quando esse momento chegar, eu prometo que o som e as músicas que eu entregarei a vocês serão muito melhores que ouvir pelos serviços de assinatura! Thank You. Love You. (tradução: Obrigado. Amo vocês.)

Interview: Jenny
Translation: Amanda

FUKURO OFFICIALFUKURO OFFICIAL Twitter
SpotifyApple Music

It would be great if you could support us with a small donation.
It might not be much for you, but it would help us providing more and better interviews in the future.
With a little bit of your support we might be able to realize even more!

2 thoughts on “BAND IN: Yoshiatsu/ FUKURO (Jan 2023)

  1. ああ!このインタビューは本当に楽しかったです。それは私が本当に知りたかったことでした。義篤がファンに残したメッセージが大好きです!!彼がFUKUROから欲しいものをすべて手に入れられることを願っています!いつか日本に行ってFUKUROさんの曲を直接楽しみたいな…

    Like

  2. ああ!このインタビューは本当に楽しかったです。それは私が本当に知りたかったことでした。義篤がファンに残したメッセージが大好きです!!彼がFUKUROから欲しいものをすべて手に入れられることを願っています!いつか日本に行ってFUKUROさんの曲を直接楽しみたいな…

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s